Portal da Cidade Vassouras

BARRA MANSA

Chuva faz rio transbordar e água invade casas no distrito de Amparo em BM

Na manhã desta quarta-feira, água ainda passava de um metro de altura em relação ao nível do rio considerado normal.

Postado em 05/02/2020 às 11:00 |

Nível da água que invadiu as casas chegou a um metro (Foto: Giovani Rossini/TV Rio Sul)

A chuva que começou no fim da tarde de terça-feira (4) e continuou durante a noite fez o Rio Turvo transbordar e alagar casas no distrito de Amparo, em Barra Mansa, no Sul do Rio de Janeiro. As marcas nos muros das casas mostram que o nível da água que entrou nas residências chegou a um metro.

Na manhã desta quarta-feira (5), a água ainda passava de um metro de altura em relação ao nível do rio considerado normal. Uma equipe da Defesa Civil estava no local auxiliando os moradores na limpeza das áreas atingidas e avaliando se a estrutura de algum imóvel foi afetada.

Segundo moradores não é a primeira vez que o rio transborda: "Várias vezes, várias vezes que a água vem. A gente perde as coisas, joga fora e tem que comprar outra”, contou o aposentado José Antônio Lessa.

A moradora Francisca Gomes, que mora no distrito há sete anos, contou que, mais uma vez, perdeu quase tudo. “É muito ruim. Sou aposentada, ganho um salário, tenho problemas de saúde...”, lamentou.

Outro morador disse que tentou salvar alguns animais, mas não conseguiu. “Tinha uns animais se afogando lá embaixo, também. A gente tentou ir lá socorrer, mas não conseguimos não. Não sabe se a água levou. Ajudei bastante a turma, eu fiz o que eu pude”.

De acordo com a Defesa Civil, não há um sistema de medição de chuvas em Amparo, o que dificulta o alerta de risco de enchentes aos moradores do distrito. “O aviso é importante para que eles possam ter a oportunidade de sair de casa, de levantar os móveis, como as pessoas costumam fazer”, disse o coordenador da Defesa Civil, Sérgio Mendes.

Até a última atualização desta reportagem, não havia informações sobre pessoas desalojadas ou desabrigadas.

Deixe seu comentário