Olá Visitante! Cadastre-se ou faça seu Login
Login com Facebook
ou
Você está em Vassouras / RJ

Você está aqui: Home / Colunistas / Valores e Princípios / UMA CONVERSA SOBRE O CARNAVAL

Pe. José Antônio



Profissão:
Padre Mitra Diocesana de Valença
banner Colunista

Outros Colunistas

Dicas: Mentes Sábias/Mestre das Letras

Dr. Anderson Soares Moreira da Silva

Última atualização:
em 06/01/2018 às 19:25

A Saúde está em Sorrir

Tácito Salles

Última atualização:
em 23/11/2017 às 23:09

Turismo, Diversidades Culturais e as Novas Tendências

Sandra Lopes

Última atualização:
em 21/09/2017 às 14:49

Informática

Marcelo Granadeiro

Última atualização:
em 22/02/2017 às 18:42

Divas Notáveis

Bia Pias

Última atualização:
em 20/08/2016 às 20:08

Fazendo as pazes com a EDUCAÇÃO

Nelma Rago

Última atualização:
em 30/07/2016 às 09:12

Dicas de Moda Feminina

Katerine Madruga

Última atualização:
em 28/06/2016 às 21:18

Estilo Verde

Marcus Pimenta

Última atualização:
em 11/06/2016 às 19:13

Papo de Cozinha

Angela Barbosa

Última atualização:
em 26/03/2016 às 14:27

Educar para Viver

MSc. Sônia Verás

Última atualização:
em 28/01/2016 às 11:43

Mensagem Evangelística

Pastor David Elias Pereira

Última atualização:
em 17/11/2015 às 16:39

Cerimoniais: Organização e Gestão

Aline Oliveira

Última atualização:
em 09/10/2015 às 10:51

Natureza

Patricia Sampaio

Última atualização:
em 28/09/2015 às 16:05

Histórias e Reflexões

Iohanna Silveira

Última atualização:
em 23/06/2015 às 17:57

Beleza e Estética

Janaina Barbosa Cabral

Última atualização:
em 05/06/2015 às 17:35

Saúde

Dr. Allessio Fiore Sandri Júnior

Última atualização:
em 11/05/2015 às 12:14

Turismo

Amanda Canuto

Última atualização:
em 24/04/2015 às 22:19

Espaço Animal

Adriana Oliveira

Última atualização:
em 06/04/2015 às 17:30

Cavalos Transformam Vidas

Luciana Lordello

Última atualização:
em 23/03/2015 às 10:22

Resumo das Novelas

Cristina Ferreira

Última atualização:
em 14/03/2015 às 22:29

A Vida e o Cotidiano

Bianca Monsores

Última atualização:
em 23/01/2015 às 12:08

Cuide bem do seu sorriso

Ângelo Amoedo

Última atualização:
em 01/12/2014 às 11:10

Equilíbrio no Ambiente de Trabalho

Ana Lúcia Cavalcanti

Última atualização:
em 30/10/2014 às 15:23

Fotografia - A um click da arte

Tatiane Rocha

Última atualização:
em 26/09/2014 às 12:01

Dicas Imobiliárias

Dra. Maria Claudia Fartes

Última atualização:
em 29/07/2014 às 22:53
banner Colunista banner Colunista
Atualizado


UMA CONVERSA SOBRE O CARNAVAL

O carnaval é uma festa que tem origens na Antiguidade, mas não há um acordo sobre o evento que o criou.
As primeiras referências ao carnaval estão relacionadas à festas agrárias. Essas festas se realizavam na primavera, quando as pessoas saíam das cavernas em que se protegiam o severo frio e comemoravam com cantos e danças o tempo que se assemelhava à primavera. Celebravam a alegria de poder ver o sol, de plantar, ter alimentos e espantar as coisas ruins.

Em Roma, havia a Saturnália, em homenagem a Saturno, deus da agricultura dos antigos romanos. Dizem as lendas que Saturno pregava a igualdade entre os homens e foi quem ensinou a arte da agricultura aos italianos. Expulso do Olimpo, Saturno chegava com na primavera e era saudado com festas e um período de liberação das convenções sociais. Durante as Saturnálias os escravos tomavam os lugares dos senhores. Não funcionavam os tribunais e as escolas. Os escravos saiam às ruas para comemorar a liberdade e a igualdade entre os homens, cantando e se divertindo em grande desordem. Essas festas aconteciam de 17 a 19 de dezembro.mas, com a reforma do calendário e a inclusão de mais dois meses, julho e agosto, em homenagem aos imperadores romanos Júlio Cesar e Augusto formam transferidas para fevereiro.

Há relatos de que no tempo das Saturnais todos os participantes e os escravos podiam dizer verdades a seus senhores indo até ao extremo de ridicularizá-los do jeito que bem entendessem.

No século XVIII, um novo modelo de carnaval (pós-moderno) começa a se delinear, fixando-se nas cidades de Nice, Roma e Veneza e irradiando-se para o mundo inteiro. Esse modelo de carnaval é o que ainda hoje identifica a festa, com mascarados, fantasiados e desfiles de carros alegóricos e que muitos autores consideram o verdadeiro carnaval.

A Igreja e o Carnaval

A Igreja Católica e o Estado Feudal impuseram às cerimônias oficiais um tom sério e sisudo, como uma forma de combater o riso, ritual dos festejos, que em geral descambavam para as permissividades. Mas, o povo, descontente com essa imposição, respondia com atos e ritos cômicos.
Depois de muitas vira-voltas, a Igreja passou a tolerar melhor a festa e até a estimulá-la, com o Papa Paulo II. Em 1545, no Concílio de Trento, entra o carnaval em pauta, reconhecido como uma manifestação popular de rua importante e, portanto, não devendo ser hostilizado pelo Clero. Em 1582, o Papa Gregório XIII, reformando o Calendário para Calendário Juliano - Gregoriano (em uso até hoje pelos católicos), estabeleceu, em definitivo, a data da quaresma e, em conseqüência, a do Carnaval.

Origem da palavra Carnaval

Nas festas havia um carro no formato de navio, que abria caminho em meio à multidão que, usando máscaras, promovia as mais diversas brincadeiras. Segundo alguns, daí vem a origem da palavra carnaval - carrum navalis (carro naval). Mas isso já foi contestado. Atualmente a teoria mais aceita é a que liga a palavra "carnaval" a carne vale, ou seja, adeus à carne, uma espécie de último momento de alegria e festejos profanos antes do período triste da quaresma, quando a Igreja Católica relembra os 40 dias de Jesus Cristo no deserto e convida seus fiéis a um período de privação, penitência e meditação. Durante a quaresma a Igreja Católica ordena que não se coma carne às sextas-feiras e que as pessoas deixem de fazer algo que considerem muito prazeroso.


Carnaval no Brasil

A origem do carnaval brasileiro é européia, através do chamado entrudo. O entrudo consistia em atirar água, tintas, frutos, papel e o que mais conviesse à festa em outra pessoa (às vezes a partir de uma sacada, contra um transeunte). Originalmente era um ritual de purificação, mas com o tempo ficou violento e acabou sendo proibido em 1856 no Rio de Janeiro, mas continuou a ser praticado clandestinamente.
.Surgiram no Rio de Janeiro os cordões, precurssores das atuais escolas de samba. Os cordões caracterizam-se por grupos de pessoas acompanhadas por uma pequena banda de músicos, que percorriam algumas ruas da cidade.
Em 1899 Chiquinha Gonzaga compôs a primeira música especificamente para o Carnaval, "Ô Abre Alas!". A música havia sido composta para o cordão Rosas de Ouro.
Em 1890, e por algumas vezes antes, foi tentado uma modificação na data do Carnaval, deslocando-o para os meses do inverno, "para evitar os malefícios do verão escaldante". Contudo, nenhuma tentativa de mudar a data do Carnaval teve sucesso no Brasil.

Nas décadas de 1920 e 1930, na Avenida Paulista em São Paulo, realizava-se o corso carnavalesco.

Em várias grandes cidades, as Escolas de Samba fazem desfiles organizados que são, na verdade, um concurso para a eleição da melhor escola do ano segundo quesitos técnicos e estéticos. Surgiu daí a indústria do carnaval gerando muitos empregos nos barracões das escolas de samba na confecção dos carros alegóricos e fora com a confecção das fantasias e adereços.
.Os desfiles mais tradicionais acontecem no Rio de Janeiro na Passarela do Samba como é chamado o primeiro "Sambódromo" construído no Brasil e em São Paulo no Sambódromo do Anhembi.

Além dos desfiles das escolas de samba acontecem também os desfiles de blocos, organizados em uma avenida, numa versão menor do desfile das escolas de samba e os blocos de empolgação, que são simplesmente grupo de pessoas que saem desfilando pelas ruas das cidades para se divertir, sem competição. Também há os desfiles das bandas, que reúnem muitos carnavalescos acompanhando, e os bailes de carnaval, bailes realizados em clubes, ou em áreas públicas abertas, com execução de músicas carnavalescas.
Em diversas cidades do Brasil (dos mais variados portes), o carnaval segue o modelo popularizado na Bahia, com a apresentação de trios elétricos.
Participe do Carnaval da nossa cidade!


Fonte: Autoral

Deixe seu comentário

Você está em Vassouras / RJ
Portal Vassouras
Unidade Vassouras, RJ


Exit Consultoria Empresarial LTDA-ME - 07.867.086/0001-01
© 2008-2014 Copyright Franquia Portal da Cidade ®